14 de dez de 2017

O ELEITOR QUE VOTAR EM ALGUM POLITICO INDICIADO, INVESTIGADO OU CONDENADO PELA LAVA-JATO SERA O CULPADO DO CAOS NO PAIS.

Todos os que estao citados criminalmente na Lava-Jato nao devem receber votos. 


A Lava jato por si não terá condições de punir exemplarmente os corruptos que dilapidaram o patrimônio público do Brasil por décadas, o processo legal é moroso e sujeito a um sem números de apelações. O retorno do que foi roubado também é um processo moroso e difícil que pode perdurar por anos e até sem resultados. Afinal, quem fez e faz as Leis que os podem acusar/condenar/absolver foram/são os mesmo hoje acusados. Mas para que serve então a Lava jato? Ela está servindo, desde seu início em 2009, para apontar culpados e os inviabilizar perante os eleitores brasileiros nas próximas eleições. O resultado será mérito ou culpa do eleitorado.



Poxa, os militares podiam intervir! Errado! Quem fez a merda que conserte! Mas os militares estão ajudando em muito neste cenário, dando ao povo Brasileiro uma chance de se regenerar do veneno comunista que lhe foi injetado por décadas e hoje sabemos as consequências.
Fala-se em fraude nas urnas. Sim, é possível que tenha acontecido, como também há a suspeita que a queda do avião de Eduardo Campos, forte concorrente nas eleições presidenciais passadas, não foi um acidente. Se houve fraude nas urnas ela aconteceu entre eles, já que não tínhamos candidatos de Direita. Lembrem-se! Num universo de 144 milhões de eleitores no Brasil, somente 99,4 milhões votaram, elegendo Dilma com 55,7 milhões de votos. Isso teve alguma fraude contra a Direita? NÂO! A maior fraude será se os 44,6 milhões de eleitores de Direita que se abstiveram, votaram em branco ou nulo em 2014, fizerem o mesmo em 2018 com um candidato realmente de Direita concorrendo à Presidência do Brasil.
Mesmo se houver essa possibilidade de fraude, o que eu acho difícil que ocorra em 2018, não subestime a inteligência de nossas Forças Armadas, que já se pronunciaram a respeito e quem sabe entender, entendeu. Não existem “hackers” só no mundo da corrupção, os melhores estão à serviço dentro das Forças Armadas.
Neste aspecto, os de Direita, se realmente os são, prestam um desserviço a Nação quando lançam falsos argumentos e acusações contra candidatos que disputarão as eleições de 2018 e possuem um perfil digno para isso, mesmo na Contra Revolução de 64 os políticos foram peças fundamentais para que o General Mourão Filho desencadeasse suas ações, destacando-se Magalhães Pinto, Adhemar de Barros, Carlos Lacerda e até Juscelino Kubitschek de Oliveira. Uns com participação mais efetiva e outro como voz apaziguadora. 


Não criem caos para deixar a opinião pública confusa! Existe um grupo não muito diferente dos petistas com relação à estratégia de desinformar, composto pelos “intervencionistas”. Eles querem que a população acredite na inevitabilidade da intervenção externa, de modo a impor um gestor mais confiável no comando do país. Sim, aqueles que pedem a intervenção militar conspiram contra o Brasil também. Ao serem liderados por pessoas sem conhecimento de causa, acabam se igualando aos petistas e seus satélites. Promovem discursos do tipo “fora todos”, inclusive agora contra Bolsonaro, com certeza de olho no pleito de 2018. Enquanto isso, a cúpula militar pede clima eleitoral tranquilo…
http://rvchudo.blogspot.ca/2017/12/e-os-brasileiros-o-que-estao-fazendo.html

Nenhum comentário: