27 de dez de 2017

FAB A SERVICO DOS FAMILIARES DE POLITICOS, COM AVAL DE TEMER

Órgão aponta que aviões transportariam amigos, parentes e lobistas de autoridades

E um verdadeiro absurdo que com o salario que recebem, essas autoridades ainda sejam brindadas com essas regalias sem nenhum motivo. Ora, eles que paguem suas viagens como qualquer ser humano que trabalha! Nao da para continuar com um Brasil onde governos que pensam que o povo indolente e bobo e obrigado a pagar por essa AFRONTA! Chega de abusos por parte de quem deveria zelar pelo nosso patrimonio! O povo nao aceita mais ser aviltado desse modo. CHEGA DE CORRUPCAO, porque quem paga isso somos nos!

"MPF pede que Temer esclareça regras de uso por autoridades dos aviões da FAB.

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) pediu, por meio de um documento enviado à Procuradoria-Geral da República (PGR), que o presidente Michel Temer esclareça as regras de uso por autoridades dos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).

Segundo o MPF, uso indevido de voos para levar ministros a cidades de domicílios foram apuradas. Além disso, os aviões estariam sendo usados também para transportar 'parentes, amigos e lobistas de autoridades.'

Na recomendação, 11 procuradores da República pedem a alteração do decreto de 2002 que regulamenta o uso dos aviões da FAB por autoridades. O pedido está baseado em um inquérito de 2016, em que consta 238 voos feitos por 21 ministros do atual governo ‘sem justificativa adequada. ’

Entre maio de 2016 e o mesmo mês deste ano foram gastos mais de R$ 34 milhões com os voos de ministros da gestão Temer. O MPF constatou ainda que as justificativas dadas para o transporte dessas autoridades são necessidades de ‘segurança’ e ‘serviço’ nas quintas ou sextas com retorno previsto para Brasília nas segundas ou terças. Os motivos violam o decreto que restringe o uso das aeronaves para o local de domicílio."
Continue lendo AQUI:

https://brasilsoberanoelivre.blogspot.ca/2017/12/mpf-pede-que-temer-esclareca-regras.html?

Nenhum comentário: