22 de nov de 2017

DESEMBARGADORA IGNOROU PRECEITOS LEGAIS E SOLTOU UM TRAFICANTE PERIGOSO, SO POR SER SEU FILHO

Traficante filho de desembargadora, finalmente volta para o xilindró




O cidadão Breno Fernando Solon Borges, filho da desembargadora do Tribunal de Justiça (TJ-MS) e presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) Tânia Garcia de Freitas Borges, preso em flagrante no dia 08 de abril deste ano com uma carga de 129 quilos de maconha e 270 munições, além de uma arma sem autorização, finalmente foi novamente trancafiado na prisão.
Não fosse a denúncia deste Jornal da Cidade Online e de outros veículos de comunicação, além da forte repercussão nas redes sociais, que culminaram com reportagens no programa Fantástico, talvez o desfecho do caso tivesse sido outro.
A filiação privilegiada quase foi uma tábua de salvação para o rapaz.
Driblando dois mandados de prisão, os desembargadores do TJ-MS, colegas da mãe do suposto traficante, deram um jeito de tirá-lo da prisão, na época.
Sob a alegação de que Breno era portador de uma tal síndrome de Borderline, ele foi considerado doente e submetido a tratamento médico.
Nesta quarta-feira (22) a Polícia Federal efetuou a nova prisão de Breno, pondo fim a sua estadia numa luxuosa clinica em Atibaia (SP).
A atuação sinistra da mãe do rapaz, que pessoalmente compareceu ao presídio de Três Lagoas (MS) para soltá-lo, ignorando os procedimentos legais, dando a velha ‘carteirada’ para conseguir a liberação do filho,está sob análise do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
A magistrada poderá ser punida severamente.

Um comentário:

Anônimo disse...

A magistrada poderá ser punida severamente.
Só faltou dizer em qual país "sério"!!!!!