18 de mar de 2016

LULA, UM AUTOCRATA, ARROGANTE, TORPE E INDIGNO AGE ASSIM POR MEDO DA LEI

CELSO DE MELLO DEFINE LULA: TORPE, INDIGNO, AUTOCRATA, ARROGANTE E PRIMÁRIO
Resposta do Decano do Supremo Tribunal Federal ao desrespeito do ex-Presidente à Justiça é duríssima.
Ultimamente anda difícil encontrar o bom e velho Celso de Mello. O Decano do Supremo Tribunal Federal, que sempre pautou sua conduta pela independência, imparcialidade e consistência jurídica, tem votado cada vez mais alinhado à bancada petista liderada pelo presidente Ricardo Lewsandowski. Mas hoje, felizmente, pudemos ouvir novamente o velho leão rugindo. Em texto lido com a dureza e serenidade necessárias ao momento, Celso de Mello respondeu às bravatas e ao desrespeito de Lula ao Judiciário.
Ao definir os termos usados por Lula para se referir ao juiz Sérgio Moro e mesmo ao Superior Tribunal de Justiça e ao STF, Mello foi na jugular. "Reação torpe e indigna, típica de mentes autocráticas e arrogantes que não conseguem esconder, até mesmo em razão do primarismo de seu gesto leviano e irresponsável, o temor pela prevalência do império da lei”. Não poderia ter sido mais preciso. Lula, um autocrata por natureza, arrogante, torpe e indigno, tem a postura que tem por puro medo da Lei. Esta mesma Lei que, cedo ou tarde, o encaminhará para o único lugar devido aos bandidos: a cadeia.
Aliás, é justamente esta a advertência que Celso de Mello deixa para Lula: Os juízes do Brasil, "não hesitarão, observados os grandes princípios consagrados pelo regime democrático e respeitada a garantia constitucional do devido processo legal, em fazer recair sobre aqueles considerados culpados, em regular processo judicial, todo o peso e toda a autoridade das leis criminais de nosso País!”.
Pode esperar, Lula.
O Japonês da Federal já tá chegando.

Nenhum comentário: