1 de abr de 2014

POR QUE INCLUIR METRO DE SP E NAO DE SALVADOR?

Golpe do PT e Dilma contra a democracia, vergonhosamente liderado por Gleisi Hoffmann.  

O QUE O METRO DE SP TEM A VER COM PETROBRAS?
O Senado da República acaba de assistir a um fato lastimável, a um verdadeiro golpe dos mais baixos contra a democracia. Primeiro, na tentativa de inviabilizar a CPI da Petrobras, Gleisy Hoffmann, senadora do PT do Paraná, suscitou uma questão de ordem para dizer que a mesma não tinha um fato determinado. Ora, os fatos citados estão todos conexos: compra superfaturada da refinaria de Pasadena, superfaturamento da refinaria Abreu e Lima, compra superfaturada de plataformas com pagamento de propina para funcionários corruptos e, por fim, lançamento destas plataformas ao mar sem condições de segurança, colocando em risco a vida de funcionários. Num segundo momento, sem conseguir convencer para a questão de "desordem", o PT e a senadora paranaense incluíram no requerimento da CPI da Petrobras a investigação de um fato que nada tem a ver com o objeto da mesma, indo contra o que estavam pregando minutos antes. A investigação de um suposto cartel de trens em São Paulo, apenas em São Paulo, quando existem denúncias no Brasil inteiro. Um momento vergonhoso do Congresso Nacional. Uma canalhice sem precedentes. Um golpe contra a democracia brasileira.

Nenhum comentário: