Seguidores

30 de out de 2013

VEJA MAIS UMA FARSA DO SENADO







Senado recontrata 512 funcionários terceirizados que haviam sido demitidos
enviado em Segunda-feira, 28 de outubro de 2013 - 12h48

O Senado Federal joga para a plateia o seu discurso de corte de gastos demitiu 512 funcionários terceirizados com carga horária de oito horas e voltou a recontratá-los com jornada de trabalho de seis horas e salários maiores.

Só na primeira recontratação de 65 profissionais vai pagar R$3 milhões ao ano de salários a esse pessoal. No antigo contrato, eles custavam 30% a menos, R$2 milhões, e vão trabalhar apenas 30 horas semanais ao invés das 40 anteriores.

Dos 65 comissionados realocados no Senado, 43 recebiam R$3.541, agora passaram a ganhar R$3.669. Já os outros 21 recontratados, receberam R$5.181.
.Readmitidos acabam em gabinetes de senadores
enviado em Terça-feira, 29 de outubro de 2013 - 17h03                     



São desviados para gabinetes de senadores funcionários recontratados com salários maiores e carga horária menor.

Em fevereiro, o Senado anunciou "corte de gastos" e a demissão de 512 terceirizados, mas tudo não passava de factoide. Estão sendo recontratados a pretexto de atuar no apoio operacional (copa, limpeza etc), mas parte deles é designada para serviços administrativos em gabinetes de senadores.

Hoje, 1.243 funcionários terceirizados pegam pesado no Senado, mas ganhando menos que os recontratados para realizar trabalho idêntico.

A recontratação de terceirizados atende a senadores como Inácio Arruda (PCdoB-CE), que conseguiu de volta uma "assistente".

Interpelado desde quinta (24) sobre a recontratação de terceirizados, o Senado não ofereceu qualquer explicação, por meio de sua assessoria.

Nenhum comentário: