Seguidores

17 de jul de 2012

Tem que divulgar o que o governo teima em esconder

O Departamento de Engenharia e Construção (DEC) do Exército, como mostra o jornal Valor (12/7), está tocando 34 obras em vários Estados, 25 delas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e elabora, a pedido da Infraero, projetos de engenharia destinados a acelerar a expansão dos aeroportos de Porto Alegre, Vitória e Goiânia. Nessa área, o Exército já trabalha na administração dos serviços de terraplenagem da ampliação do aeroporto de Guarulhos e na construção da pista do aeroporto de Amarante, no Rio Grande do Norte.

É principalmente o desempenho do Exército nas obras do aeroporto de Cumbica que tem animado a Infraero a ampliar a parceria com os militares numa área que se tem transformado numa das maiores dores de cabeça do governo no que diz respeito ao cumprimento dos prazos das obras da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016. A terraplenagem do Terminal 3 de Cumbica, cuja previsão inicial de entrega era para dezembro de 2013, será concluída em setembro próximo, com antecipação de 15 meses. Além disso, o custo original da obra, orçado em R$ 417 milhões, deverá ser reduzido - e não é apenas porque a União paga os soldos militares - em cerca de R$ 130 milhões, o que equivale a 25%. É exatamente o contrário do que tem sido noticiado a respeito da verdadeira lambança que a principal empreiteira do PAC, a Delta, tem promovido nas obras bilionárias sob sua responsabilidade em todo o País.

Leia mais aqui http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,o-bom-exemplo-do-exercito-,900831,0.htm,
 pois e um importante documento que o governo de corruptos nunca divulga

Um comentário:

Politica sem Medo disse...

Essa materia do Estadao tem que ser divulgada para que a populacao conheca melhor nosso Exercito sensacional, sem contar que Dilma jamais divulga essas virtudes porque tem medo de que sua popularidade mentirosa caia vertiginosamente. E caira mesmo se isso acontecer e ela quer ganhar a reeleicao. Tomara que ela se dane e o povo abra os olhos.