Seguidores

25 de mai de 2010

Debate dos Presidenciaveis no Encontro das Industrias

A fala de Serra

12h03 – Serra abre sua exposição elogiando a lista de propostas da CNI, mas faz uma correção em uma das projeções. “É só para mostrar como prestei atenção no texto”, riu o tucano.
 
12h06 – Serra cobra “mínimo de debate” entre os candidatos. Estamos perdendo uma oportunidade aqui de trocar ideias”. Queixa-se que todos os debates estão sendo marcados pelo isolamento dos candidatos, sem que haja possibilidade de comparação.
12h08 – Serra elogia empresários, segundo ele fontes da geração de emprego. “O que nós mais precisamos no Brasil é emprego. E bons empregos”

12h09 – Serra reforça discurso desenvolvimentista: “Sem desenvolvimento industrial poderoso o Brasil nunca vai ser um País desenvolvido”

12h11 – Serra descarta a tese de que o caminho para esse desenvolvimento poderia ser o de uma economia de serviços. O modelo primário-exportador, segundo ele, é aquele para o qual o Brasil está caminhando atualmente. “Isso para o Brasil não dá certo e estamos caminhando nessa direção. Não dá certo por que não tem capacidade de gerar emprego para uma população de 200 milhões de habitantes”

12h13 – “Não é porque chinês tem olho puxadinho que são mais eficientes do que nós. Não é isso”, disse, alegando que os chineses são melhores que o Brasil em determinados setores
12h14 – Serra critica política econômica de Lula. “Eu não entendi aqui a explicação que a ex-ministra deu quando ela defende a política cambial e a política de juros. Entra governo e sai governo, nós continuamos com uma das maiores taxas de juros do mundo”

12h15 – "Ao falar sobre a presença do Brasil entre os emergentes, Serra destaca: “O Brasil tem a maior carga tributária de todos"

12h16 – “Somos o penúltimo País na taxa de investimento governamental, que vai para infraestrutura. Só perdemos para o Turquemenistão”, emendou Serra.

12h16 – Apesar do tom crítico, Serra nega que esta seja uma questão de partido. “É uma questão do País”

12h20 – Dilma exemplifica problemas, citando a área de portos. Critica a situação do porto de Salvador e emenda nos aeroportos: “Estão todos enfarrafados”, diz o tucano. “Falta recurso? Não é só isso. Não tem planejamento. Falta planejamento governamental”

12h22 – Serra diz que, em um governo onde “tudo é prioritário, nada é prioritário”. Cita como exemplo de “falta de planejamento” que, em 2009, governo federal propos investir R$ 54 bilhões do Orçamento. “Conseguiu investir R$ 15 bilhões”, criticou o tucano.

12h27 – Serra ataca insegurança sobre lei de concessões. “Fizemos uma boa lei de concessões, mas de repente se criou incerteza”, afirmou.

12h28 – Critica demora em parcerias para ampliar aeroportos como Cumbica e Viracopos. “Podem ir espaço por espaço e ver que não existe concessão feita”

12h29 – “Qual é o problema que existe de gestão. É o loteamento”, disse Serra. Mencionando a Infraero como exemplo, ele destaca que “tudo está loteado”, entre partidos e sindicatos alinhados ao governo federal.

12h31 – Serra diz que virou termo da moda “investimento estruturante”. “É planejamento” 13:44 (30 minutos atrás) emilio

12h32 – Questionado sobre a possibilidade de ser criada uma coordenação de comércio exterior, Serra começa falando sobre indústria automobilística. Lembra que, antigamente, FHC falava na farra dos importados. “Nós modernizamos a indústria automobilística”

12h35 – Serra diz que o governo tucano descentralizou a indústria, antes concentrada em São Paulo e agora presente nacionalmente

12h36 – Serra volta a alfinetar Dilma: “Se a ex-ministra Dilma tá preocupada com este assunto, quando fala dos estaleiros, deveria se preocupar com a indústria já existente”

12h37 – Serra volta a dizer que o Banco Central não é a Santa Sé e ironiza Dilma mais uma vez. Diz que ela criticou porque acha que o BC é sim a Santa Sé

12h43 – Questionado, Serra diz que, ao montar um projeto, é preciso primeiro colocar Ministério Público, TCU e órgãos do meio ambiente na discussão. “Você tem que começar a discussão não quando o projeto está pronto. Tem que colocar antes”

12h43 – Serra cita parceria com Geraldo Alckmin para agilizar liberações para obras do Rodoanel. “Conseguimos fazer em três anos, a partir das desapropriações”, disse, acrescentando que é preciso também trabalhar “politicamente o assunto”. “Quando você não faz assim fica uma coisa estragada”

12h46 – Serra critica mais uma vez o loteamento, agora nas estatais: “Por que um partido quer uma diretoria financeira de uma empresa pública?”

12h47 – Serra critica o troca-troca nas empresas públicas, aponta que o loteamento não é garantia de estabilidade da maioria governista. “Esta questão no Brasil foi levada ao paroxismo”, disse, propondo uma “ofensiva, com apoio da opinião pública” para acabar com o problema

12h50 – Tem que investir na melhora da gestão e cita Aécio Neves, cotado para ser seu vice: “Gastar menos na máquina e mais na população”

Nenhum comentário: