18 de ago de 2009

Lula desafia Lina Vieira a mostrar agenda para provar encontro com Dilma

17/08/2009 - 13h52
Lula desafia Lina Vieira a mostrar agenda para provar encontro com Dilma
MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília

Atualizado às 14h44.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desafiou nesta segunda-feira a ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira a mostrar sua agenda para provar o encontro que supostamente teria tido com a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). O presidente afirmou que não é "mexeriqueiro" para confirmar se houve ou não o encontro e reclamou que o assuntou tomou proporções maiores do que deveria.

Lula critica atenção dada ao suposto encontro de Dilma e Lina
Lina Vieira deve prestar depoimento amanhã à CCJ do Senado
Oposição quer acareação entre Dilma e Lina no Senado
Casa Civil nega que Erenice Guerra esteve no gabinete de ex-secretária
Deputado do DEM quer ter acesso a imagens do circuito interno da Casa Civil

"Seria tão mais simples e mais fácil se a secretaria mandasse a agenda que encontrou com a Dilma. Não precisaria gastar dinheiro, pagar passagem ou ir ao Congresso. Era só pegar as duas agendas e ver o que aconteceu. Toda vez nesse país que se começa a fazer Carnaval com as coisas que não dão samba, as coisas vão ficando cada vez mais desacreditadas na opinião pública. Qual a razão que essa secretária tem para dizer que conversou com Dilma e não mostrar a agenda. Se as duas se encontraram é só ver a agenda. A Dilma já disse que não teve agenda com ela. Só tem um jeito de saber, abrir a mala que ela levou a agenda e mostrar para todo mundo", disse Lula.

O presidente se mostrou constrangido com a pergunta dos jornalistas, já que estava acompanhado da ministra no momento, e reforçou indiretamente que a ex-secretária teria mentido sobre a orientação para investigar as empresas da família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Dilma acompanhou Lula durante agenda com o presidente do México, Felipe Calderón.

"A Dilma já disse que não tem agenda com ela. Como não sei da vida das duas e não tenho propensão a ser mexeriqueiro como dizem no Nordeste brasileiro. Ou seja, se as duas se encontraram e só ver a agenda e não precisa fazer um cenário de crise entre duas pessoas que conversaram desnecessariamente. Eu sinceramente acho que o país tem coisa mais séria para discutir, tem conversas mais sérias que o Brasil gostaria de saber. O Brasil tem coisas mais sérias que esse assunto. Acho uma pobreza muito grande um assunto como esse estar na pauta da política brasileira", afirmou.

Lula reclamou do peso que as declarações da ex-secretária receberam. "Esse processo de manipulação na política brasileira até agora mostrou que quem perde com isso é o Brasil. De qualquer forma vocês amanhã terão oportunidade de ver a agenda, a data e o horário. Se elas se encontraram, ou não, ou poderão ver nada. Eu gostaria que a agente pudesse discutir mais sobre México e Brasil, porque interessa mais para o desenvolvimento do nosso país", disse.

3 comentários:

Airton Leitão disse...

Eu sugiro que Lula também mostre a agenda dele assinalando o encontro que teve com Collor, à noite, depois daquele discurso violento contra Pedro Simon.
Será que consta na agenda?

Anita disse...

Ele tem duas agendas, duas caras, dois programas: Um para encenar a ética e pousar comas mãos limpas, se elegendo, reelengendo e projetando a aleição de quem lhe interessa. Outra para satisfazer os seus interesses a despeito do respeito que deveria ter com a nação e nós, reles pessoas comuns, contribuintes que sustentamos este país e esta corja toda.

Poderia me passar seu e-mail?

paulinho damascena disse...

Se o Lula tornar pública sua própria agenda, esse país iria mudar sua opinião pública e ele não teria a mesma 'quase' imbecil unanimidade de aceitação popular.

Parabens pelo Blog, adorei sempre vou passar por áqui, depois se der passa lá no meu Blog

http://pcsouzabv.blog.uol.com.br/