Seguidores

2 de jul de 2009

Afagando maos que cortam cabecas

Lula começou seu discurso, na Cúpula dos Países Africanos, dizendo a Kadafi, da Líbia: "Meu amigo, meu irmão e líder". Logo de início, o presidente elogiou "a persistência e a visão de ganhos cumulativos que norteia os líderes africanos" e ressaltou que "consolidar a democracia é um processo evolutivo". Lula, que foi à Africa afagar a mão de ditadores que cortam cabeças, não poderia ter sido mais claro em seu discurso. Os "ganhos cumulativos" se referem, com certeza, aos quarenta anos em que Kadafi está no poder, comandando uma ditadura das mais sangrentas, sendo um ícone e um modelo para os países daquele continente. Ao considerar a democracia um "processo evolutivo", presta o seu apoio às ditaduras, que podem sobreviver por dezenas de anos com as suas pequenas aberturas, assim como Cuba, por exemplo. Afinal de contas, estão "evoluindo". Lula, começando a viver o seu próprio outono do patriarca, está mostrando cada vez mais a sua índole e o seu caráter. Uma índole perversa e um caráter para lá de duvidoso. Já para Honduras, que defendeu a sua Constituição com amplo apoio popular, Lula reservou a expressão "ato insano". Leia mais no coturnonoturno.blogspot.com
Postado por Coronel às 08:48:00

Nenhum comentário: