25 de nov de 2007

Apologia ao Nazismo

Queridos amigos, gostei deste artigo de Pulo Martins e trouxe para voces. Talvez essa iniciativa do Deputado Max Rosenmann seja o inicio de uma ração por parte dos párias e inertes deputados brasileiros. Quem sabe?


E O TCHÊ, DEPUTADO ?

Em sua edição de quarta feira esta Gazeta publicou matéria centralizada no deputado federal paranaense Max Rosenmann, do PMDB, informando que o mesmo, preocupado com apologia ao nazismo durante partidas de futebol, apresentara denúncia à Procuradoria Geral da República contra um grupo de torcedores vinculados tanto ao Grêmio como ao Internacional, torcedores que agitavam no Estádio Olímpico em Porto Alegre, quando do último Gre-Nal, símbolos que identificavam aquela bestial e repulsiva facção Hitlerista. Aqui, de minha humilde posição de um simples colunista, cumprimento o deputado pela iniciativa e, se me permite, aproveito para fazer-lhe um questionamento que julgo adequado.

Nobre deputado Max Rosenmann, e a bandeira com a foto daquele facínora, daquela bestial figura que eliminou por fuzilamento milhares de pessoas quando da implantação do comunismo em Cuba, a bandeira com a foto daquele que em vida foi um canalha, daquele que não tem em sua história um ato de heroísmo sequer e, nessa mesma história o que de relevante – de forma negativa – que ostenta não é outra coisa se não o termo “paredon”, já que foi criação sua ao levar para o muro das execuções pessoas “cujo crime” era opor-se às suas idéias e as idéias do infame e também sanguinário ditador Fidel Castro, idéias que eram opostas ao exterminador e abominável comunismo? As bandeiras gigantes, com a foto daquele despudorado assassino, prolífico do mal quando em vida, podem continuar sendo agitadas nos estádios? Nobre deputado Max Rosenmann, parabéns pela iniciativa de, pela lei, tentar barrar, em favor dos bons costumes, a louca e despudorada lembrança do nazismo, mas estenda a iniciativa a todas as facções de criminosos, principalmente a essa que tenta fazer de um demônio como Tchê Guevara um herói que, tenho certeza, ao chegar ao inferno não foi recebido pelo Diabo na ante sala daquela corte dos horrores, foi direto para o calabouço e isso, certamente, pelo fato do Diabo não admitir concorrência por lá.

Um beijo a todos da Tereza

7 comentários:

pazkoal disse...

Tereza
Eu já disse mais de uma vez e também postei, meu desejo seria ver as Forças Armadas deste nosso querido Brasil, retomarem o poder, dissolverem esse congresso fajuto e mandarem para casa essa cambada de sindicalistas ladrões e comunistas.
Só com as Forças Armadas no poder é que poderemos voltar a ter paz, porque nunca, em momento algum, aqueles que são trabalhadores e de bom caráter tiveram ou terão dificuldade em conviver com os militares.
Tomara que eles acordem!

Anônimo disse...

Tereza,exelente post.Parabens.Va-
mos sim, continuar a cultivar nosso amor à patria,ter orgulho
aos nossos símbolos e esclarecer
nossos jovens,para que não sejam
fãs de pseudos heróis,como foi o
sanguinário 'che jaguara'.Agora,
professor de filosofia,com camiseta
de carl marcks,é o fim da picada!
Desculpe se escrevi errado o nome do crápula.TIAGILA.

ZEPOVO disse...

Isto é que eu chamo de " puxar a brasa para minha sardinha"
O problema são os nazis e tudo que está envolvido, racismo, violência e preconceito. Quanto ao Che, bem é outra história...

http://hariprado.personal30.net/ disse...

Tereza, já disse uma vez e repito o Professor Hariovaldo esta com voces.

Afinal somos iguais.

Anônimo disse...

E a dupla das desavisadas - Gila e Política Sem Medo, ai, que meda! - ataca novamente!
Ainda ganharam a solidariedade do Prof. Hariovaldo.
Se fosse só o que escreveu errado de propósito, a gente até entenderia; mas o que escreve errado e nem vê e nem sabe? Uhff...Esse negócio de "amor à pátria" não tem mais assento nos dias de hoje, mas a pátria, essa sim, leva acento.
Assim vocês não atraem a atenção do Azevedo, o herói da Revolução...

Bravo disse...

Ô assunto quedá prano pra manga!

Sou novo por aqui então prefiro ficar calado.

Passei pra desejar um Feliz 2008, mas de preferência revolucionário!

Até

Suzy disse...

Tereza querida, nazismo e comunismo/socialismo são idênticos, só muda o "discurso". Os dois retiram nossa liberdade, nosso oxigênio e claro, nos matam.