24 de set de 2018

CRIME HEDIONDO TRAMADO PELO PT E PELA MIDIA PERVERSA BRASILEIRA



Vejam esse absurdo que o PT esta tramando, mais uma vez contra a DEMOCRACIA, tentando jogar para o partido de Bolsonaro o atentado terrorista ASSASSINO contra ele proprio. Epor issoque a Policia do Governo Temer ja considerou que o Adelio Bispo agiu sozinho? Mesmo sem ter prosseguido com as investigacoes, pois nao descobriu nem quem pagou ao ASSASSINO? OUCAM e compartilhem. pra evitarmos mais esse crime que esta sendo tramado pela esquerda e PELA midia COMPRADA leve avante mais um crime hediondo, levada a eleito por essa maldita ORCRIM  do TAL FORO DE SAO PAULO.

.https://youtu.be/BOmLnZqpfiI.

19 de set de 2018

BOLSONARO VENCERA PARA QUE POSSAMOS NOS SENTIR EM CASA DE NOVO

Bolsonaro e os Cães


Por Aileda de Mattos Oliveira

Escancararam-se os canis. Os cães agem e reagem de acordo com o caráter de seus donos, dizem os cinófilos. As matilhas, adestradas no esquema predador da ‘lavagem cerebral” de velhos conhecidos assassinos de opositores nos sangrentos paredões de Cuba, puseram à mostra os caninos avantajados e tentaram abocanhar a vítima, aparentemente, indefesa, lá no meio da arena que parecia aumentar de diâmetro, à medida que os latidos dos perros tentavam intimidar a presa. Um circo romano, à moda tupiniquim!

Os ganidos são sempre os mesmos: em conjunto, repetidos, barulhentos, daí qualquer chicote verbal faz esses animais recolherem-se à sua estúpida insignificância. Foi o que aconteceu.

Bolsonaro, desde que ingressou na vida pública, está sendo “lavado e escovado”, como diria o velhaco Odorico Paraguaçu, ao enfrentar os traidores, os canalhas, os ratos da “Nova República”, na verdade, degradado e corrompido cortiço republicano.

A experiência que vem adquirindo desde o seu ingresso no abjeto Congresso, revestiu-o de couraça, de blindagem, para enfrentar os mais repulsivos grupos no Brasil: o político e o jornalístico, este representado por uma considerável parcela de sátrapas, “os olhos e ouvidos do rei”. Enquanto na Pérsia, sua função era a de denunciarem ao rei a corrupção no governo, como vivemos sob o império da inversão de valores, a função desses sátrapas modernos, é “fecharem os olhos e os ouvidos” para esconderem a corrupção, no governo, praticada pelo rei”.

Chamar essas matilhas de máfia, de pocilga, de vermes, de répteis, de pústulas são qualificações reiterativas, porque não existem mais palavras nem expressões adequadas para designar seres tão venais quanto os que se dizem nossos representantes e os que se dizem nossos formadores de opinião.

O “Roda Viva”, uma cirandinha de comprometidos cortesões da corte fidelista, mais as instituições desmoralizadas como o STF, que agem ao arrepio da lei, desde que suas irresponsáveis ações agradem ao presidiário que lhes doou o emprego, nada mais fazem do que comprovar que o governo militar errou de maneira ingênua, ao ter laivos de sentimentalismo ao considerar que lugar de brasileiro é no Brasil.

O comunista, o esquerdista são apátridas. A venerável pátria-mãe deles é a ideologia pagã, que lhes vem abrindo as portas, cada vez mais largas, para aconchegar-se ao poder e ao dinheiro público.

Erraram, portanto, os presidentes militares ao permitir que essa cambada de inúteis, ainda permanecesse entre os brasileiros sadios, patriotas, e viesse a ocupar o governo e instituísse uma República de Ratazanas. Erraram ao permitir que, um dia, viesse a conduzir um reles programinha de perguntas repetitivas e mal-intencionadas, numa tentativa malsucedida de emparedar o único candidato à presidência, verdadeiramente devotado ao Brasil, verdadeiramente incorruptível. Erraram ao permitir, também, que o infame e degenerado José Dirceu continuasse a agir contra o país que ele e seu partido desagregaram pela corrosiva ideologia. No enfeixe desses erros, gerou-se um Judiciário conivente e acovardado.

Quiseram repetir a notável façanha de Caxias: pacificar os adversários. Mas, esqueceram-se de que os participantes das lutas, na época do “Duque de Ferro”, não sofriam da doença ideológica. Os tempos eram outros, eram tempos de ideais. Na nossa triste atualidade, não há sequer ideias, mas apenas um objetivo: o poder. E com ele, o erário.

Ano de eleição! Os canis abriram as portinholas para pôr em atuação a sua matilha particular, cada qual conchavada ao governo, como a chamada “Grande Mídia”, instituição que há muito deixou a imparcialidade jornalística, para ser o centro de locupletação com o que há de mais pútrido: o reino do lulopetismo.

Bolsonaro vencerá! Vencerá para que voltemos a nos sentir em casa, num Brasil limpo, varrido, saneado, livre de governos comandados pela esquerda, livre das tais “comunidades” urbanas que fizeram de refém um governador incompetente, portanto, inútil, eterno subalterno de Cabral. Se o Rio de Janeiro acabou, o Brasil já não existe como país de respeito. É um grandalhão latino, sem personalidade, o “País de todos”, como dizia a propaganda da desequilibrada e criminosa Dilma, candidata à imunidade parlamentar por Minas Gerais, ainda devendo à Justiça, outra instituição alheia aos problemas de interesse da nação.

Que as forças de Bolsonaro sejam redobradas para que ele possa pôr, definitivamente, as matilhas vadias nos seus canis de lesas-pátrias, longe do Brasil Família, distante do Brasil-Cívico, a quilômetros do Brasil-Educação, encerradas nas páginas trevosas que a história reservou para os indivíduos traidores, desclassificados, como esses que somente visam à derrocada do país. Que sejam derrotados pela própria miséria interior!

O Brasil se revivificará pela força e união dos brasileiros de bem, patriotas, e se deixarem de lado o individualismo, este sim, o nosso grande adversário. Que o Alto nos inspire!

*Aileda de Mattos Oliveira é Dr.ª em Língua Portuguesa. Acadêmica Fundadora da ABD. Membro do CEBRES).

18 de set de 2018

ASSISTAM E VIBREM TAMBEM!

https://www.facebook.com/ricardocruzs/videos/2065554070141748/

LINDO DEMAIS! Ofereco ao meu futuro Presidente da Republica do Brasil, o deputado e Capitado do Exercito Brasileiro, JIR MESSIAS BOLSONARO com muito afeto e carinho, que sempre precisamos ter quando estamos num leito de Hospital e principalmente quando um comunista quase o matou. A prova de que somos tolerantes e cristaos pacificos e que nenhum dos seus filhos, tentou cortar o pescoco do assassino, mesmo vendo seu pai agonizante. Entao, por favor, Presidente, tente ficar bom logo e conte conosco aqui fora para unir forcas e para lutar sempre para o bem de todos e nao so de uma MINORIA. Parabens pelo video, Ricardo!

17 de set de 2018

E SE ESSE CRIME HEDIONDO FOSSE CONTRA UM COMUNA "CAVIAR"?

“ATENTADO A UMA NAÇÃO”


Exatamente às vésperas de o Brasil comemorar seu 196º aniversário de independência política, um covarde atentado a um candidato à Presidência da República evidencia uma torpe agressão a nossa, ainda, insipiente democracia. Um crime que, como qualquer outro devemos abominar, mas que, por seu inoportuno e raivoso motivo nos atinge a todos que habitam esta Nação.
Inconcebível!
Fica nítida sua articulação política e preparo operacional prévios ao observarmos a incapacidade de sozinho, o criminoso perpetrar sua obra. O apoio de outras pessoas logo se mostrou evidente, mercê dos modernos meios de cobertura jornalística disponíveis presentes ao evento. Não venham, pois, ardilosamente e com cumplicidade querer arguir se tratar de um “lobo solitário”.
Se isso não bastasse, apontando para um complô, que dizer da quase imediata disponibilidade de famosos e caros advogados para efetuar a defesa do culpado, um desempregado e de poucas posses. Que dizer de sua afinidade ideológica com partidos políticos opositores do candidato vitimado?
Se o atentado fosse contra um político alinhado com a esquerda, qual teria sido a reação dos ditos “pacifistas”? Muito provavelmente teríamos estradas fechadas com pneus incendiados, quebra-quebra nas ruas, organismos internacionais enviando notas e mais notas de acusação, além de grupos de direitos humanos e os congressistas de sempre tendo ataques histéricos.
Por fim, confiamos na competência da Polícia Federal e do Ministério Público para elucidar o caso e punir, severamente, todos os envolvidos 
Gen Div Eduardo José Barbosa, Presidente interino do Clube Militar

16 de set de 2018

EM APOIO A BOLSONARO, CIDADAOS FAZEM CARREATA IMPACTANTE COM "CAMINHAO MILITAR".


https://youtu.be/hlr5kJX48Ds

Vejam a Passeata pro-Bolsonaro17 e sintam como eu o orgulho desse povo que sabe lutar pelo que acha que vale a pena! Vamos prestigiar o unico candidato QUE PRESTA para ver se conseguimos expulsar a gang  DE COMUNISTAS, MARXISTAS e LADROES de todos os partidos. Temos essa oportunidade agora e devemos aproveita-la! SE os USA conseguiram Mr. Trump, por que nos nao vamos conseguir. Atencao porem para as urnas que poderao ser fraudadas, ai so mesmo uma INTERVENCAO MILITAR . Levante Bolsonaro17, Confiamos na sua forca e corpo saudaveis para recuperar metade do seu sangue derramado por um TRAIDOR da Patria, comunista, imundo!. Precisamos de voce para nao deixar esse crime impune e para previnir que outros piores nao acontecam mais no nosso pais. AVANTE CAPITAO, ESTAMOS JUNTOS SEMPRE.

14 de set de 2018

TOFFOLI EMPOSSADO MAS... E A DENUNCIA DA REVISTA CRUSOE, COMO FICA?

A ‘novilíngua’ de Toffoli

JOSE NEUMANNE PINTO

No dicionário do presidente do STF, transformação é sinônimo de permanência, prudência significa leniência e paz quer dizer tranquilidade para político suspeito dormir em paz sem medo de ser preso.

         

Na posse no STF, Toffoli homenageou irmão de sangue ao lado de irmãos de casta. Foto: Dida Sampaio/Estado
Ao assumir a presidência do STF por dois anos na presença dos presidentes dos outros dois poderes, o ministro Dias Toffoli disse que “não estamos em crise, mas em transformação”, e prometeu “prudência” e “paz”. Juntando as três promessas, vemos que ele se dispõe a sacramentar o acordão da impunidade para colegas e políticos comprometidos no combate à corrupção do Executivo e do Legislativo, o Brasil que não está em crise e, para cuja elite de privilegiados, prudência é sinônimo de leniência, paz é dormir sem risco de ser apenado e transformação passou a significar o contrário do que dizem os dicionários: permanência.
(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – de sexta-feira 14 de setembro de 2018, às 7h30m)
Abaixo, os assuntos para o comentário da sexta-feira 14 de setembro de 2018
 1 – O que o novo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, quis dizer ao afirmar, em seu discurso de posse, que não vivemos um momento de crise, mas de transformação, e o que você tem a dizer sobre isso que ele disse?
STF 1409 C RENATO RUSSO
 2 – Você considera um bom presságio o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, anunciar que vai trabalhar pela harmonia de todos os poderes neste momento em que os tais poderes se engalfinham entre si e o próprio STF está muito longe de produzir consensos?
 3 – Comenta-se a boca pequena em Brasília que, antes de assumir a presidência da mais alta corte do País, esse mesmo ministro Dias Toffoli confidenciou a muitos interlocutores que sua prioridade será melhorar a imagem da instituição na sociedade. Esta é uma prioridade relevante e será, a seu ver, uma missão possível?
 4 – Que sinais de fumaça o ministro Dias Toffoli emitiu, antes de assumir o posto mais alto da Suprema Corte, ao suspender a ação aberta pelo juiz federal Sérgio Moro contra o ex-ministro da Fazenda dos governos do PT de Lula e Dilma, aos quais ele mesmo serviu, Guido Mantega e o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura, transferindo-a para a Justiça Eleitoral?
 5 – Quais são as perspectivas do julgamento virtual, que hoje se encerra, do recurso da defesa de Lula contra a decisão do Supremo Tribunal Federal, tomada em abril, de lhe negar o habeas corpus pedido mesmo colegiado?
 6 – Em que o pronunciamento feito em Curitiba pelo general Hamilton Mourão, vice na chapa de Jair Bolsonaro, do PSL, na eleição presidencial, defendendo uma reforma da Constituição a ser feita não por cidadãos eleitos pelo povo, mas, sim, indicados pelo presidente a ser eleito em outubro em processo a ser iniciado em 25 dias, favorece às pretensões de vitória eleitoral de seu parceiro?
 7 – O que você acha do súbito ressurgimento em cena do nada do senador Tasso Jereissati, ex-presidente do PSDB, para declarar, em entrevista exclusiva ao Estado de S. Paulo, que apoiar o governo de Michel Temer foi o maior dos erros cometidos por seu partido por ele listados?
 8 – O que você destaca na edição desta semana da série Nêumanne entrevista, editada desde ontem em seu blog, com o professor da USP, Cambridge, Universidade da Flórida e Universidade de Lisboa José de Souza Martins, também membro da Academia Paulista de Letras?     

12 de set de 2018

POR QUE A MIDIA ESCONDE O MENSALAO PAGO AO MINISTRO TOFFOLI?

POR QUE a mesada de Toffoli, revelada pela Crusoé, não teve o mesmo tratamento?

Então, deixe-me esclarecer a gravidade da situação e por que você corre o risco de ser sumariamente enganado às vésperas das eleições.
Estou afirmando que, diante de provas documentais e fotos levantadas pela revista Crusoé — e aqui faço questão de reforçar as evidências físicas em detrimento de qualquer boataria infundada—, o futuro representante máximo da Justiça no país não se pronunciou a respeito.
Toffoli não confirmou, tampouco desmentiu.
E a grande imprensa fez o quê? Vista grossa.
Com exceção de uma pequena nota em um jornal, não se leu uma notícia a respeito da mesada do ministro nos diários ou revistas.
Você leu? Se leu, me corrija enviando um print, por favor.
Simplesmente a imprensa se manteve omissa, como se um juiz do Supremo receber 100 mil reais por mês, na surdina, fosse a coisa mais normal do mundo.
Melhor ser conivente ao invés de arrumar dor de cabeça com os poderosos.
Com isso, infelizmente quem perde é você.
Não deixe para cair em si depois de outubro.
A imprensa publica notícias sem a profundidade necessária para você tirar conclusões úteis.
Se todos querem manipulá-lo, aprenda a se blindar.
Omitir, a meu ver, também é uma forma de manipulação.
Especialmente quando se tem uma campanha presidencial em andamento e uma rede de interesses por trás de cada passo.
Embora você busque sempre as melhores informações, está quase impossível ter acesso à notícia completa, com uma interpretação contextualizada e isenta de vieses o suficiente para balizar as suas decisões.
Seja qual for o partido, o parlamentar ou o político corrupto da vez, você precisa de um conteúdo capaz de expor a verdade com clareza.
A imprensa no Brasil está acomodada, ao contrário dos políticos desonestos que não param de inventar expedientes para benefício próprio.
Mas agora você pode se colocar um passo adiante.
Finalmente terá conhecimento do que ocorre de fato, baseado em provas textuais.
Terá ajuda para nortear seus rumos, seja qual for o resultado destas ou de outras eleições.
Terá uma visão independente sobre política que o represente à altura.   
Quero que você conheça um refúgio seguro, uma ilha de independência no jornalismo:

Toda sexta-feira é dia de Crusoé, a primeira revista em formato totalmente digital sobre os bastidores da política no Brasil. Na última semana de julho, enquanto Crusoé publicava matéria exclusiva sobre a mesada suspeita do ministro, outros jornais e revistas não divulgaram uma só linha a respeito.