Seguidores

3 de ago de 2016

SOS SENHOR GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN

Excelentissimo Senhor Governador do  Estado de São Paulo
Dr Geraldo Alckmin


Saudacoes
Dirijo-me a sua presença para externar a Vossa Excelencia minha mais profunda admiração pelo seu trabalho serio mas também para expressar um pedido urgente de socorro.
Governador, moro no exterior há oito anos e tenho dois filhos e todos os meus parentes no Estado de São Paulo.  Todos nascidos nesse Estado. Serei breve pois o assunto e gravíssimo. Trata-se de minha filha que vive em Guaruja que tem 48 anos e e medica Veterinaria, portanto e uma cidadã que honra o seu Estado,  seu pais.  Infelizmente a Dra Rosana da Cruz Santos  foi vitima de um câncer de útero e precisou ser operada mas por um extremo azar  na operação que fez de Esterectomia onde tirou todos os órgãos de reprodução, ficou uma parte do tumor, embora ela tenha pedido ao medico muitas vezes para  abrir o abdomen ele resolveu fazer por vídeo laparoscopia, não sei se e esse o nome.  Isso foi em 2015, em Julho.  Como ela continuou com dores e sangramento  voltou ao medico e eles constataram que havia sim um novo tumor. Procedeu-se então a uma outra cirurgia, agora em 2016 e o medico fez o mesmo procedimento não abrindo o abdomen mas usando o vídeo de novo. So que ainda uma vez mais ficou algo sem retirar e o problema voltou. Seu medico então encaminhou-a ao Hospital Guilherme Alvaro, la mesmo em Santos, para que o oncologista a avaliasse e visse o que deveria ser feito. No dia seguinte ela compareceu la e  não pode ser atendida porque o oncologista que havia so atendia câncer de mama. Ficou combinado então que ela viria no dia seguinte que foi hoje dia 3/08.  Pior, disseram a ela que teria que ter um cartão do SUS,  e que mesmo que ela conseguisse esse cartão, não podiam atende-la naquele hospital porque ela tem plano de saúde. So que o Plano de Saude Santa Casa não cobre o atendimento com oncologista e nos ficamos sem ação. O que faremos então, na sua opinião, para que ela faca esse atendimento e que possa fazer a Radioterapia, ou outra terapêutica necessárias no caso? As atendentes  disseram que ela não pode ser atendida la. E verdade isso? Ora, eu fui professora e sempre usufrui  desse Hospital  e nunca me pediram cartão de SUS nenhum. Certo que eu era funcionaria do Estado  mas havia muitos la que eram do SUS, então por que eles não podem atende-la?
Na certeza da sua atenção para com a minha dor e a preocupação com minha filha, agradeço.
Antecipadamente.

Dra Rosana e sua filha Ana Carolina

                                               Tereza da Cruz Thompson

Nenhum comentário: