Seguidores

CORRIDA CONTRA O FORO DE SAO PAULO

CORRIDA CONTRA O FORO DE SAO PAULO
JUIZ SERGIO MORO, NOSSO ORGULHO!

31 de mar de 2016

DEPUTADO ALELUIA PEDE ABERTURA DE INQUERITO CONTRA PRIMEIRO TERRORISTA DO MTST

Aleluia entra com representação contra líder do MTST por 'incitação ao crime'
Jose Carlos Aleluia - deputado Federal



Guilherme Boulos (MTST)

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) decidiu representar contra o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, na Procuradoria da República no Distrito Federal. Segundo o democrata, Boulos aproveita seu espaço na imprensa para incitar o crime, caso haja o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e se for decretada a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "O senhor Boulos já anuncia atos desta natureza criminosa em várias cidades do país. Ele não pode ficar impune. O delito de incitação ao crime, de acordo com o Código Penal, prevê pena de três a seis meses de detenção ou multa", justifica Aleluia. Conforme texto da representação (leia aquio documento na íntegra), o parlamentar cita uma declaração feita neste mês. "[...] Guilherme Boulos declarou, no dia 22 de março do ano em curso, que, se o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff for efetivado e for decretada a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Brasil será 'incendiado por greves, ocupações e mobilizações'", diz o texto, em referência a uma matéria do Estadão. O democrata usa os Arts. 286 e 288-A do Código Penal Brasileiro para justificar seu pedido de instauração de inquérito contra Boulos. Os textos determinam, respectivamente, que incitar publicamente a prática de crime prevê como pena detenção de três a seis meses ou multa; e constituir, organizar, integrar, manter ou custear organização paramilitar, milícia particular, grupo ou esquadrão para qualquer crime previsto no Código Penal requer pena de quatro a oito anos de reclusão. "O Brasil não pode virar o paraíso dos foras da lei, como pretende esse senhor Boulos, que, desrespeitando as leis de nosso país, quer estabelecer sua vontade no grito, de maneira violenta, ilegal e autoritária. Ele precisa entender que vivemos sob o estado democrático de direito. O Brasil não é a Venezuela", acrescenta Aleluia.

Fonte: http://www.bahianoticias.com.br/noticia/188262-aleluia-entra-com-representacao-contra-lider-do-mtst-por-039-incitacao-ao-crime-039.html?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter

Nenhum comentário: