Seguidores

6 de dez de 2015

DIFERENCAS ENTRE UM CRIME DE COLLOR E DEZENAS DE DILMA

O POVO PODE DECRETAR A INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL POR PARÁGRAFO DE SOBERANIA EM DOCUMENTO AOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS EM TODO O BRASIL. ESTE TEXTO JURÍDICO, MAIS ELABORADO, SERÁ APRESENTADO ASSINADO AOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS DE TODO O BRASIL. CÓPIAS PARA ASSINATURAS O DOCUMENTO PARA ASSINATURAS ESTARÁO A DISPOSIÇÃO NA INTERNET. DEPOIS DE ASSINADO DEVERÁ SER ENTREGUE E PROTOCOLADO NOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS. QUANTO MAIS RÁPIDO FIZERMOS TERÃO QUE DAR DEFERIMENTO POIS É UMA ORDEM CONSTITUCIONAL DIRETA DO POVO. DIVULGUEM AO MÁXIMO PARA QUE A MAIORIA SAIBA E ASSINE. O DOCUMENTO ESTARÁ NO FACE A PARTIR DE SEGUNDA FEIRA DIA 7 DE DEZEMBRO DE 2015. PARA UM BRASIL MELHOR TEMOS QUE TOMAR CERTAS DECISÕES, MANIFESTAR POR DOCUMENTO OFICIAL QUE SERÁ ENTREGUE AOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS EM TODO O BRASIL. EM PRIMEIRO LUGAR USANDO DA PRERROGATIVA CONSTITUCIONAL:
 Nós, o povo brasileiro, diretamente reunidos em documento nacional, para restituir o respeito ao estado de direito e democrático, para assegurar os exercícios dos direitos sociais, econômicos, individuais, a liberdade, a segurança, o bem estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça, usando do artigo primeiro, parágrafos I, II, III, IV, V e parágrafo único. Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta constituição. Fidedignamente e de acordo com o parágrafo único declaramos a nossa soberania:
1) Não mais existe a representatividade dos eleitos pois as eleições de 2014 foram fraudadas com a contratação da firma SMARTMATIC, a mesma que fraudou as eleições na Venezuela, e temos provas internacionais que corroboram tais fatos e abusos econômicos no pleito. A fraude foi transformar votos válidos da oposição em brancos e nulos, nunca tivemos tantos votos brancos e nulos em todas as eleições no Brasil. As urnas não podem ser auditadas e só isso já justifica a anulação do pleito 2014. O Tribunal Superior foi aparelhado pelo partido PT, fazendo vistas grossas para a fraude tornando mais ilegal o fato. A tentativa do PT de tomar o poder por meios ilícitos, a manutenção de guerrilhas armadas, o MST e a guarda nacional ( totalmente inconstitucional ). Desvio de verbas públicas para finalidades ilícitas em detrimento das necessidades de uso na educação, na saúde e na segurança do país. Enriquecimento ilícito dos petistas e outros de partido dito de oposição ( Não existe oposição partidária, visto que negaram o registro de outros partidos) Só com estas irregularidades já são motivos para a extinção do partido e de todos os outros envolvidos.
2) Desde que voltaram do dito exílio com plenos direitos de votar e serem votados, têm aparelhado o estado contra a constituição, seguindo a cartilha comunista de Lênin e os métodos de Antonio Gramsci. Aparelharam instituições econômicas e desviaram a verba pública para suas finalidades ideológicas comunistas. Aparelharam os Três Poderes da República. Nomearam e indicaram autoridades de suas lides que de acordo com a constituição são aberrações jurídicas.
3) Por se tratar de fraude eleitoral, todos os empossados ilegalmente não possuem poder para administrar o Brasil, estando vago o cargo de presidente desde 2014. Tudo que assinaram não possui valor constitucional, são criminosos comuns diante da Lei. Diante do exposto e de acordo com a constituição federal de 1988 o povo brasileiro através de seu direito constitucional de soberania promulga a intervenção constitucional com constituinte e a extinção de todos os partidos envolvidos na corrupção e em todos os atos ilegais constitucionalmente. Que se arrolem todos os envolvidos para que sejam processados, julgados e presos. Nomeando diretamente como porta-voz legal de seus direitos todos os ministérios públicos do Brasil, estaduais e federais, que se cumpra a lei.


Meu comentário sobre o tal impeachtment: Comandante do Impeachment de Collor em 1992, Ibsen Pinheiro, certa vez disse que Impeachment pode ser só duas coisas:
1-   Absolutamente inevitável.
2-    Absolutamente impossível.
 No caso de Dilma, a segunda opção é indiscutível. Quem como eu, acompanhou de fato o Impeachment de Collor, em 1992, verificou que:
1-   Collor nunca comprou o Congresso. Dilma seguiu Lula, FHC e Sarney. Foi isto; comprar o Congresso, a primeira coisa que ela fez, uma vez no poder.
2- Collor derrotou todos os grandes políticos da época(1989), na sua luta pela presidência: Lula, Brizola, Covas, Maluf, Ulisses Guimarães, etc. Eles se vingaram, quando puderam. Dilma nunca teve nenhuma figura, que a quisesse derrotar, em 2010. Serra serviu de palhaço e só foi ao segundo turno, por conta de Marina. Nem Serra queria derrotar Dilma, em 2010
3- Collor se elegeu, pelo já extinto PRN, um "partido" mais frágil, que uma bolha de sabão. Já Dilma tem o apoio não só do poderosíssimo PT, como também do PMDB, sendo sua base partidária hegemônica no Congresso.
 4- Collor governou contra as estatais, os empresários protecionistas fazedores de carroças, os BNDESários, os governadores corruptos,etc. Já Dilma não sabe viver, sem esta gente. Eike Batista, que o diga.
5-Collor governou contra o MST, a CUT, a OAB e a UNE. Já Dilma sempre despejou somas inimagináveis, principalmente no MST. Impossível a UNE ou o MST organizar uma manifestação contra Dilma.
6- Collor sempre reduziu o número de funcionários públicos, mantinha menos de 12 ministérios civis e, privatizou mais de 15 estatais. Dilma empregou cada vez mais gente, não privatizou nenhuma estatal e criou várias estatais. Dilma mantém 38 ministérios civis, contra menos de 15 ministérios civis sob Collor. Empregos públicos são fontes de poder. D. João VI e D. Pedro I já sabiam disto. Não foi à toa que Collor tanto se destaca por ser o único governante a receber Impeachment, como por ser o único governante do Brasil, a reduzir o número de empregos públicos em seu governo.
7-Collor reduziu de maneira importante o apoio brasileiro ao Iraque, Irã, Cuba,Nicarágua,etc. Já Dilma segue Lula, apoiando os cleptocratas anti-semitas da Venezuela, Cuba,Irã, etc. A esquerda trocou Marx por Maomé. E cada “empréstimo” (nunca será pago) à Cuba, Venezuela,etc. tem alguém que “mama” dentro e fora do Congresso.
8- Collor governou sob inflação e indexação, tendo aliás herdado uma hiperinflação de juros de 200% ao mês do lulista José Sarney. O Plano Real ainda mantém inflação e juros, sob relativo controle para Dilma.
9- Collor extinguiu o assistencialismo do ticket de leite e, extinguiu a entidade assistencialista LBA. Dilma comanda o maior (e mais caro) programa de assistencialismo da história do Brasil. Os imperadores de Roma já sabiam, que o povo queria pão e circo.
10-Collor foi o único governante a ter tentado extinguir os privilégios sindicais, que vem desde a ditadura Vargas, em 1930. O PT foi fundado no sindicalismo varguista e, Dilma tem total apoio dos sindicatos, não apenas por ser do PT, mas por apoiar plenamente os privilégios dos sindicalistas. 
11- Collor nunca comprou o apoio da Mídia, nem com verbas publicitárias, nem com “empréstimos” de bancos oficiais, que os donos de jornais e redes de televisão, não precisam pagar. Compare isto com Dilma, que é recordista de gastos publicitários me nossa história, superando o segundo lugar, que é Lula. FHC fica em terceiro lugar, em gastos reais por ano.
12-Collor teve contra ele, o testemunho do próprio (e louco) irmão mais o testemunho de Renan Calheiros e outros tantos lulistas. Enquanto isto, Dilma tem contra ela, apenas o testemunho de alguns bandidos confessos. Em suma. São mundos absolutamente diversos. O Impeachment de Collor em 1992 era, absolutamente inevitável. E o Impeachment de Dilma atualmente é, absolutamente impossível.


Nenhum comentário: