Seguidores

10 de dez de 2015

AGORA ENTENDO POR QUE HUMBERTO COSTA QUERIA TANTO O CONTROLE DA WEB...

Maços de dinheiro são arremessados durante operação da PF

Agentes da PF flagraram maços de dinheiro sendo arremessados da janela de um apartamento na zona central de Recife, onde mora um dos investigados pela Operação Pulso

Divulgação/PF
Flagrante: para se salvar, investigado tenta se livrar de maços de dinheiro
Maços de dinheiro foram arremessados pela janela de um apartamento das Torres Gêmeas, na área central de Recife, quando a Polícia Federal (PF) cumpria um dos 28 mandados de busca e apreensão da “Operação Pulso”, deflagrada nesta quarta-feira (9). A ação investiga uma organização suspeita de direcionar licitações e desviar dinheiro público da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás). De acordo com informações da equipe do portal G1 em Pernambuco, os crimes apurados pela operação envolvem corrupção passiva, infringência da lei de licitação, peculato, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
Um dos investigados pela operação é o diretor-presidente da Hemobrás, Rômulo Maciel Filho, que mora em um dos apartamentos das Torres Gêmeas. Agora a PF tenta descobrir quem arremessou os maços de dinheiro antes da chegada dos agentes.
No apartamento de Rômulo foram encontrados R$ 15 mil em um cofre e 50 quadros – incluindo obras de Bajado, João Câmara e George Barbosa – usados para lavagem de dinheiro. “Os quadros foram trazidos porque um dos crimes investigados é o de lavagem de dinheiro. Já comprovamos a prática com algumas dessas obras e vamos aprofundar a investigação para verificar as outras”, disse o chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro.
O superintendente da PF no estado, Marcelo Diniz Cordeiro, afirma que a operação já constatou desvios de aproximadamente R$ 20 milhões, mas acrescenta que o valor pode ser ainda maior. ”Essas frentes que estamos investigando não dizem respeito só ao superfaturamento da obra, mas também ao superfaturamento do gerenciamento, direcionamento de licitações entre outras coisas”, explicou.
Leia a reportagem completa no G1-PE

Nenhum comentário: