Seguidores

CORRIDA CONTRA O FORO DE SAO PAULO

CORRIDA CONTRA O FORO DE SAO PAULO
JUIZ SERGIO MORO, NOSSO ORGULHO!

29 de out de 2015

**BOMBA** A LEI BATENDO AS PORTAS DE DIL-MA

OPERAÇÃO ZELOTES
JUÍZA INTIMA DILMA A ENTREGAR DOCUMENTOS SOBRE MPS COMPRADAS
JUÍZA PEDE DOCUMENTOS SOBRE MEDIDAS PROVISÓRIAS COMPRADAS
Publicado: 29 de outubro de 2015 às 08:32 - Atualizado às 10:13

  •  
  •  
  •  
  •  
   
A JUÍZA CÉLIA REGINA ODY BERNARDES É A RESPONSÁVEL PELA OPERAÇÃO ZELOTES.
A presidente Dilma Rousseff terá que encaminhar à Justiça Federal cópia de todos os documentos produzidos pelo Palácio do Planalto que envolvam a discussão das medidas provisórias 471/2009 e 627/2013, incluindo agendas de reuniões que trataram do tema. 

A determinação partiu da juíza Célia Regina Ody Bernardes, responsável pela Operação Zelotes, que investiga suposto esquema de compra de normas editadas e aprovadas nos governos Lula e Dilma revelado na colna Cláudio Humberto, do Diário do Poder, e confirmado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Além de Dilma, a juíza também solicitou informações aos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), onde as MPs tramitaram e foram aprovadas. E, ainda, para os ministros da Fazenda, Joaquim Levy; da Casa Civil, Jaques Wagner; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Armando Monteiro Neto, e da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera. 

As duas normas que beneficiaram a indústria automotiva prorrogando isenção fiscal foram gestadas nessas pastas. Os pedidos partiram do Ministério Público Federal que investiga, ao lado da Receita Federal e da Polícia Federal, suposto esquema de corrupção envolvendo as MPs.

A MP 471 foi editada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e aprovada pelo Congresso sem alterações, o que é raro. A juíza quer saber todos os detalhes da tramitação. Segundo os investigadores, há muitas informações que levam a conclusão de que a edição e aprovação dessa norma envolveu pagamento de propina a agentes públicos. 

A MP 627 foi editada pela presidente Dilma Rousseff. Os investigadores suspeitam que Luís Claudio Lula da Silva, filho caçula do ex-presidente Lula, pode ter recebido comissão por essa medida provisória. O jornal revelou que a LFT Marketing Esportivo, empresa da qual é sócio, recebeu R$ 2,4 milhões da Mautoni e Marcondes, empresa de lobby contratada por montadoras para viabilizar essa MP. 

As investigações já comprovaram pagamento de R$ 1,4 milhão. Luís Claudio diz que o valor foi por serviços prestados na área de esporte. O Palácio do Planalto tem defendido a edição das MPs.



Meu comentario aqui: http://diariodopoder.com.br/noticia.php?i=43252369106

Oh, coisa boa! Essa juiza tambem esta arrasando e um ja caiu nas malhas dela que e o lulazinho, filhinho do Lulao. Agora essa familia maldida, juntamente com Dil-ma pensarao duas vezes quando debocharem do Ministerio Publico e a PF porque essa juza tem o "pavio curto" e nao esta para brincadeira. Quica o gesto dela produza uma reacao em cadeia e outros juizes juntem-se a esses maravilhosos juizes que estao agindo e muito bem. Parabens MM Juiza Celia Regina Ody Bernardes, apoiamos sua atitude ao nao usar luvas de pelica para punir quem quer que seja. Se e ladrao e corrupto tem que ser punido mesmo, doa a quem doer. Eu, em particular torco muito para que suas maos pesadas atinjam logo, logo a bandida Erenice Guerra que alimentou essa canalhice. Nao deixe que Dil-ma fique adiando a entrega desses documentos pois todos temos pressa e queremos que ela deixe o governo com seu partido corrupto para sempre.

Nenhum comentário: