Seguidores

18 de jul de 2015

LULA E SUAS PALESTRAS NAO PASSARAM DE UMA FRAUDE, ERAM APENAS PROPINAS


Lula vai depor na Justiça?

Talvez. O Ministério Público abriu Procedimento Investigatório Criminal contra Lula – e pediu ajuda da Lava Jato. Se for chamado, Lula terá de comparecer

THIAGO BRONZATTO
17/07/2015 - 22h50 - Atualizado 17/07/2015 22h51


Em abril deste ano, ÉPOCA noticiou, em reportagem de capa, umainvestigação do Ministério Público Federal sobre o ex-presidenteLuiz Inácio Lula da Silva. Um fato chamava a atenção do MP. Havia uma sincronia entre viagens internacionais de Lula, em palestras pagas pela construtora Odebrecht, e o fechamento de contratos da própria Odebrecht. Muitos desses negócios eram viabilizados comempréstimos do BNDES. Agora, o MP decidiu aprofundar a investigação. Em portaria do dia 8 de julho, o Ministério Público Federal instaurou um Procedimento Investigatório Criminal contra o ex-presidente por suspeita de tráfico de influência internacional – e pediu a colaboração da força-tarefa da Lava Jato. A portaria foi assinada pelo procurador da República, Valtan Timbó Martins Mendes Furtado.
>> MPF abre inquérito contra ex-presidente Lula por tráfico de influência internacional

A parceria com os investigadores da Lava Jato é uma novidade. O MPF solicitou o acesso a notas fiscais, mensagens, e-mails, planilhas, agendas, bilhetes, dados bancários e outros materiais em posse da força-tarefa da Lava Jato que eventualmente tenham relação entre Lula e as obras executadas pela Odebrecht fora do Brasil, financiadas pelo BNDES. Enquanto esses documentos não chegam a Brasília, os investigadores do MPF vão analisar diversos CDs com dados bancários de operações de crédito realizadas entre o banco e a Odebrecht. Nos próximos dias, o 
Itamaraty deverá enviar cerca de 2 mil telegramas, incluindo os sigilosos, que fazem referência às relações entre a construtora e o ex-presidente. Os contratos assinados entre Lula e a Odebrecht para a realização de palestras na América Latina e na África também serão examinados com lupa. Além disso, o MPF deverá averiguar as informações dos voos realizados por Lula para o exterior. Os investigadores querem saber quem fretou os aviões, os nomes dos tripulantes e os motivos das viagens. Para explicar essas e outras questões, Lula poderá ser convocado para depor a qualquer momento do inquérito.
Fonte: http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2015/07/lula-vai-depor-na-justica.html

Ex-presidente Lula, alvo de procedimento investigatório  (Foto: Mourão Panda/FotoArena)
Capa da revista ÉPOCA, de maio, que revelou as suspeitas de tráfico de influência  (Foto: Reprodução)

Um comentário:

Anônimo disse...

A bala de prata estaria na arma de Romeu Tuma Jr sobre umas fotos do Brahma envolvendo crianças durante uma viagem a Amazônia.