Seguidores

22 de jan de 2015

SEGUNDO CERVERO DIL-MA ASSINOU A COMPRA DE PASADENA CIENTE DO PERIGO?

 

Cerveró, preso, depondo sobre a Refinaria de Pasadena, diz que agora vai ser mais contundente; ele quer implicar a petista búlgara Dilma Rousseff

O ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, preso desde quarta-feira da semana passada, vai prestar depoimento hoje à tarde, na Polícia Federal, em Curitiba, sobre a polêmica compra, em 2006, da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). Na manhã de ontem, após visitar o cliente na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, o advogado Edson Ribeiro afirmou que, agora, Cerveró “será contundente”. Ele ressaltou que o ex-diretor vai apontar a responsabilização do Conselho de Administração da estatal e da presidente petista búlgara Dilma Rousseff, que, na época, presidia o colegiado. O Palácio do Planalto está em alerta. Nos bastidores, existe o temor de que Cerveró traga novas informações e puxe a presidente novamente para o centro do escândalo. De acordo com a defesa, a tese que será defendida pelo ex-diretor é de que, se Dilma diz que tomou a decisão de compra com base em parecer falho, a petista não foi diligente ao analisar os documentos. A compra da refinaria, segundo o Tribunal de Contas da União, causou um prejuízo de US$ 792 milhões à estatal.
 

Nenhum comentário: