18 de dez de 2011

Sicario comenta e mostra um paralelo importante sobre a postagem: Este governo nao tem credibilidade nem exemplo a dar

Teresa...
Concordo com o Poirot. Não só voto como faço campanha para Bolsonaro ou alguém que se identifique como sendo de e sem ter vergonha de ser de direita pq. quem é de direita antes de tudo tem de ser DIREITO.

Lendo tua postagem lembrei-me do filme "Os gritos do silêncio", o qual se passa no Camboja quando da subida ao poder do Khmer Vermelho. O filme é baseado em fatos reais. Numa cena, em uma escola rural, uma criança é chamada ao quadro "afrodescendente" (não quero ser processado) e com um giz na mão faz um risco em um desenho onde as mãos dos pais estão ligadas a de uma criança.
No meu entender é o estado se adonando dos filhos, das crianças, para forjar uma nova sociedade com seres submissos na vontade e no pensamento ao ideal criminoso de alguns, ou seja, algo como estão tentando fazer no Brasil, só que de forma dissimulada.
Este protecionismo estatal, aos jovens, inclusive jovens criminosos, nada mais é do que parte do plano para divulgar direitos que nunca, em uma sociedade decente, honesta, justa e igualitária deveriam vir antes dos deveres.
Pagaremos caro por esta distorção educacional onde pais e mães serão reféns de menores ante a menor ameaça.
Apanhei muito quando jovem...e não sou nehum desajustado.
Se os invasores da USP e Dilmas, Zé Dirceus, Genoínos, Marias do Rosário, Tarsos e outros esquerdopatas/esquerdofrênicos tivessem levado uns tapas, aposto que estariam trabalhando honestamente para viver.

abs.
Sicário

Nenhum comentário: