30 de out de 2009

O PAC da Conversa Fiada

29 de outubro de 2009

“Agora desgraçou tudo, porque agora os home tão ficando nervoso porque nós tamo inaugurando obra”, desandou o presidente Lula num palanque no Rio, espancando a língua portuguesa com especial selvageria. ”Calma, que nós ainda nem começamo a inaugurár o que nos temo para inaugurá nesse país. Tem muita coisa pra acontecêr e tem muita coisa que nós vamo fazê ainda pra frente.” Sempre à frente de uma comitiva de bom tamanho, não vinha de inauguração nenhuma, não estava a caminho de algum canteiro de obras nem aparecera no Rio para inaugurar alguma. Vinha da Procissão dos Pecadores do São Francisco, estava em território carioca para outro comício e, de lá para cá, só inaugurou pela segunda vez uma quadra usada na Mangueira.
Pelo andar da carruagem, Lula corre o risco de terminar o segundo mandato sem ter deixado pronta uma única obra física efetivamente relevante. A transposição do Rio São Francisco, as grandezas do pré-sal, as hidrelétricas do Rio Madeira, pontes, rodovias ─ tudo vai demorar. Acossado pelo tempo cada vez mais curto, o maior dos governantes culpa o Tribunal de Contas da União, o Ibama, o fiscal da esquina, o cartório, qualquer coisa. Quer inaugurar qualquer irrelevância. Até quadras de segunda mão.
Incapaz de criar, o governo não cuida direito nem do que existe, confirmou nesta quarta-feira o levantamento da Confederação Nacional dos Transportes sobre a situação das estradas do país. O estudo abrangeu quase 90 mil quilômetros de rodovias pavimentadas. Desse total, quase 70 % foram reprovados. A rede federal é a mais devastada. Segundo a CNT, a recuperação da malha rodoviária exige investimentos que somam R$ 32 bilhões. Seis vezes mais do que o governo Lula gastou em 2008. O PAC vai acabar programando outra operação tapa-buraco para 2010. E o chefe já prometeu outro PAC para 2011, com prazo de validade até 2015.
Por enquanto, só avança em bom ritmo o PAC da Conversa Fiada
Por Augusto Nunes

3 comentários:

Valdeir Almeida disse...

Lula só tem língua para duas coisas: 1) Dizer que não sabe dos erros que ele próprio e os outros integrantes do seu partido cometem e 2)Ser cabo eleitoral - antecipadamente - de Dilma.

Abraços.

Brasigrega disse...

PAC - Programa de Aceleração da Corrupção!
Essa gentalha pensa que engana todo mundo!!!

Mário Andrade Câmara disse...

A conversa fiada sempre foi a Especialidade da Casa do Lula, que se fosse cozinheiro seria um cozinheiro bastante limitado, de um só prato, e prato este, bastante insosso, mas que, pronunciado com sua lábia ao ouvido da massa ignorante, soa tão requintado como se fosse dito em francês parisiense.